BLOG

Dicas para exercitar a solidariedade em tempos de COVID-19

Postado em 28/04/2020

Segundo a Wikipédia, solidariedade "é um ato de bondade e compreensão com o próximo". Nós sabemos que algumas pessoas já têm a solidariedade como um hábito formado, mas como é que relacionamos essas atitudes solidárias com o período de isolamento que estamos vivenciando?


Na última edição da série #KWBTalks, Janaína e Kátia – diretora e fundadora da KWB – discutiram ao vivo sobre o tema "Solidariedade em tempos de crise" e trouxeram ao público várias alternativas viáveis de implementar atos solidários na rotina e exercitar essas atitudes em tempos de COVID-19. Confira algumas dicas:


1) Previna-se.

O próprio ato de prevenção – uso de máscaras, limpeza constante das mãos e superfícies, distanciamento mínimo recomendado, entre outros – é um exemplo de solidariedade. Isso porque quando cuidamos de nós mesmos, também protegemos o outro, diminuindo a curva de contaminação do vírus e demonstrando nossa preocupação com a comunidade.



2) Fique disponível.

Pessoas do grupo de risco podem ter dificuldades em executar atividades rotineiras, como realizar compras no supermercado ou até mesmo pagar suas contas. Se você não está no grupo de risco, pode se oferecer para ajudar as pessoas que conhece ou que moram próximas a sua casa com esses pequenos afazeres.



3) Doe.

Com a crise batendo na porta, diversas famílias se viram desamparadas, à mercê de assistências governamentais que, muitas vezes, são falhas. Por isso, uma forma de exercitar a sua solidariedade é dispondo-se a ajudar pessoas e/ou comunidades carentes da região – seja doando cestas básicas, alimentos não perecíveis ou dispondo-se a doar quantias em dinheiro para quitação de contas fixas, como água e luz, de famílias que se encontram sem renda.



4) Incentive.

O fortalecimento econômico é cíclico. Por isso, incentive ainda mais o comércio local e os pequenos negócios! A sua compra pode ser o incentivo que falta para os novos empresários continuarem construindo seus sonhos: faça compras nos mercados do seu bairro, compre máscaras daquela sua amiga que está precisando de uma renda extra e incentive o pequeno comércio.



5) Continue.

Se puder, continue os pagamentos de profissionais autônomos com quem já tinha firmado compromisso – como manicures, diaristas, massagistas, jardineiros, babás, entre outras. Se essas despesas já faziam parte do seu orçamento mensal, faça acordos com os profissionais para continuar pagando os serviços para recebê-los depois. Essa atitude solidária pode mudar a vivência de famílias inteiras durante a quarentena.



6) Ajude.

Famílias inteiras vêm passando por dificuldades financeiras e, muitas vezes, não têm condições de comprar nem o básico para o sustento, muito menos equipamentos de proteção. Se você tem condições, faça doações de máscaras, álcool gel e sabão para instituições que assistem comunidades carentes. Cada ajuda pode fazer uma grande diferença!



7) Compartilhe.

O mundo já está cheio de notícias tristes e desesperançosas. Esse é um bom momento para andar na contramão: compartilhe e divulgue notícias boas para sua rede de amigos e mude o foco da sua energia para coisas positivas. A crise também vai passar, assim como todos os problemas que já tivemos em nossas vidas.



Aproveite para conferir a live completa da Kátia e da Janaína no Instagram da KWB e conferir outras dicas preciosas sobre o tema!



Um abraço virtual!


Compartilhe:

Mais Notícias