BLOG

A marca e sua relação com as redes sociais: é hora de sair do óbvio

Postado em 17/10/2017

Quando deixamos o óbvio de lado, passamos a ver a importância do irreverente, do bem pensado, do diferente. É óbvio que sua marca precisa ter um posicionamento nas redes sociais, mas por quê? Quem comprova isso é o “povo”, isso mesmo, a voz do “povo” sempre foi a voz de Deus, não é mesmo? Segundo uma pesquisa elaborada pela Quartz para a Mozilla, 55% dos brasileiros acreditam que a internet se resume ao Facebook. Essa é a realidade, o “povo” vive na rede social e cria sua opinião sobre produtos/marcas a partir de como elas se posicionam dentro dela. Entendemos então que é óbvio estar em alguma rede, principalmente o Facebook, mas como sair desse óbvio? Com uma estratégia muito bem pensada!

Quando falamos em estratégia é algo além de postar/compartilhar conteúdos. Estamos falando em analisar o comportamento dos usuários, verificar qual o melhor formato de conteúdo para determinado segmento, como impactar as pessoas certas, as chamadas personas (a personificação do perfil de usuários que devem ser impactados com os conteúdos), qual horário e dia geram mais engajamento dentro de determinada rede, acompanhar as tendências de atualizações dessas plataformas, entre outros. E, além disso, saber mensurar os desempenhos e transformar dados em resultados de alcance/engajamento/impacto. “Ter uma estratégia de atuação bem elaborada fará a marca entender melhor seu público, sua comunicação, e estreitará muito o relacionamento com os clientes”, afirma o CEO do Share (empresa especializada em eventos de Marketing Digital), Rafael Martins.

Com essas informações, você já deve estar se perguntando: mas em quais redes minha marca se encaixa? Cada rede tem seu perfil e é necessário analisar qual tipo de usuário a marca quer alcançar. Mas voltando à voz do “povo”, é óbvio estar na maior rede social do mundo, o Facebook. Neste ano, ele alcançou o número de dois bilhões de usuários ativos mensalmente. Além de seu país de origem, o Brasil é o país que mais acessa essa rede. Outra rede que está vivendo um crescimento exponencial é o Instagram. Em abril chegou ao número de 700 milhões de usuários ativos.

Outro aspecto importante é a real função dessas redes. Primeiramente, é uma verdadeira vitrine de marca; são formadoras de opinião de potenciais clientes e criadoras de relacionamento direto. Martins fala sobre o papel dessas plataformas: “As redes sociais normalmente são uma assistência para a venda, isto é, elas ajudam na decisão de compra”.

Nesse contexto, existe uma necessidade: é hora de sair do óbvio e traçar uma estratégia muito bem pensada para a sua marca!

Quer saber mais sobre Redes Sociais? Veja neste infográfico como sua marca pode começar, em 8 passos, a iniciar sua presença digital.

Mais Notícias